Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Estudo: Risco de pobreza baixou ligeiramente em 2008

A população em risco de pobreza baixou ligeiramente em 2008, em relação ao ano anterior, passando de 18,5 para os 17,9 por cento, mas piorou para os desempregados, aumentado 2,4 pontos, fixando-se nos 37 por cento, segundo o último Inquérito às Condições de Vida e Rendimento.
15 de Julho de 2010 às 14:27
Nível de pobreza baixou ligeiramente em 2008
Nível de pobreza baixou ligeiramente em 2008 FOTO: António Pedrosa

O estudo a cargo do Instituto Nacional de Estatística assinalou que o risco de pobreza nos idosos evoluiu favoravelmente de 22,3 por cento em 2007 para 20,1 em 2008.

 

Os maiores riscos acontecem em agregados com dois adultos e três ou mais crianças a cargo, aumentando mais de dez por cento em relação ao ano de 2007, registando agora 42,8 por cento.

 

A desigualdade de rendimentos manteve-se praticamente idêntica, com os 20 por cento  da população com maiores rendimentos a ganharem seis vezes mais do que os  20 por cento mais pobres.

 

Em relação às pessoas que passam por casos de privação material também aumentou ligeiramente, de 22,4 para 23 por cento.

 

Estão inseridas nesta situação pessoas que passem pelo menos três das seguintes dificuldades:  pagamento de despesas inesperadas, pagamento de uma semana de férias fora de casas, atraso no pagamento de rendas e outras prestações, incapacidade  de fazer uma refeição de carne ou peixe de dois em dois dias, incapacidade  de aquecer a casa e falta de máquina de lavar roupa, televisão, telefone  ou automóvel por dificuldades económicas.  

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)