Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Evitar o sobreendividamento

O secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, disse ontem que o combate ao endividamento dos portugueses deve ser feito de forma ponderada para que o consumo não seja muito reduzido.
7 de Maio de 2005 às 00:00
É preciso prevenir o sobreendividamento sem refrear o consumo
É preciso prevenir o sobreendividamento sem refrear o consumo FOTO: Carlos Ferreira
Ao intervir num seminário sobre endividamento organizado pela Câmara Municipal de Sintra, o governante lembrou o anúncio recente do Banco de Portugal de que o endividamento subiu 117 por cento em relação ao rendimento disponível. Mas frisou que o Governo não tem a intenção de ir contra o recurso ao crédito; tão-só “prevenir para que o endividamento não se transforme em sobreendividamento”.
Precisamente para tal prevenção, a FENACOOP, que colaborou no seminário, apresentou o projecto ‘Gerir o orçamento sem derrapar’. Trata-se de um cd-rom para formar e educar os jovens a gerirem as respectivas finanças. O cd-rom disponibiliza informação sobre a forma de controlar e vigiar as despesas, bem como pequenos truques para limitar os gastos.
Rodrigo Gouveia, da FENACOOP, referiu que o controlo das despesas até é “muito simples”. E deu alguns exemplos: utilizar os transportes públicos na deslocação para o emprego, em vez do automóvel; comparar as várias ofertas de crédito e evitar compras desnecessárias.
Ver comentários