Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Exportações melhoram previsões de Centeno

Produto Interno Bruto português cresceu 2% no ano passado, mais uma décima do que o ministro das Finanças projetava.
João Maltez 15 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno

A riqueza criada pela economia portuguesa em 2019 excedeu as previsões do ministro das Finanças, Mário Centeno. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 2% no ano passado, de acordo com informação do Instituto Nacional de Estatística (INE), quando o Governo projetava uma subida de 1,9%. O ministro teve a ajudá-lo o comportamento positivo das exportações.

Ao contrário do que se verificou nos trimestres anteriores, os últimos três meses de 2019 beneficiaram de um contributo positivo das exportações, que cresceram, enquanto as importações desaceleraram, invertendo a tendência de decréscimo do PIB, explica o INE. 

"Este é o resultado de um quarto trimestre muito forte nas exportações. E isso são, obviamente, boas notícias", admitiu esta sexta-feira Mário Centeno, realçando a capacidade das empresas nacionais, tendo em conta o "contexto muito difícil de tensões comerciais que se regista a nível mundial".

No âmbito das exportações, a venda de serviços ao exterior, onde se inclui o turismo, deu um contributo decisivo para a criação de mais riqueza. Dados divulgados esta sexta-feira pelo INE mostram que as receitas turísticas subiram 7,3% no ano passado, comparativamente a 2018, atingindo 4,3 mil milhões de euros. Os números foram alcançados na sequência de um novo recorde dos estabelecimentos de alojamento turístico, que em 2019 acolheram 27 milhões de hóspedes.

Com esta ajuda, Mário Centeno viu o PIB subir mais uma décima do que tinha previsto e também do valor final (1,9%) que projetavam o Fundo Monetário Internacional, o Conselho das Finanças Públicas e a OCDE. A Comissão Europeia e o Banco de Portugal tinham uma previsão de crescimento uma décima superior, pelo que acertaram no crescimento de 2% esta sexta-feira avançado pelo INE.

PORMENORES
Défice inferior a 0,1%

Já este mês, o Conselho das Finanças Públicas admitiu que o défice de 2019 poderá ser menor do que o previsto pelo Governo (0,2%), ficando inclusivamente abaixo de 0,1%.

Ministro diz que "é cedo"
O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou esta sexta-feira que "é cedo para fazer declarações sobre o valor" do saldo orçamental de 2019. O Governo aponta para um défice de 0,2%.

Autoeuropa lidera grupo das firmas mais exportadoras
A Autoeuropa destronou em 2019 a Petrogal do trono de maior exportadora, segundo dados do INE divulgados esta sexta-feira pelo ‘Negócios’. No pódio, a Petrogal passou para o segundo posto [foi primeira de 2008 a 2018] e a Navigator manteve a terceira posição. Em 2019 a Autoeuropa exportou mais de 255 mil veículos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)