Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

FÁBRICA DA SONAE DESPEDE 40

A empresa de aglomerados de madeira SOMIT, do grupo Sonae, cessou a laboração sexta-feira, deixando no desemprego os seus mais de 40 trabalhadores, anunciou ontem a União dos Sindicatos de Coimbra (USC).
1 de Agosto de 2004 às 00:00
Aumenta o número de trabalhadores no desemprego
Aumenta o número de trabalhadores no desemprego FOTO: Paulo Novais
O coordenador da USC/ /CGTP-IN, António Moreira, disse à Lusa que a administração invocou problemas económicos e a competitividade do mercado para encerrar a unidade.
A fábrica, que teve anteriormente a designação de ‘SIAF’, estava implantada na freguesia de Souselas (Coimbra) e laborava há três a quatro décadas.
Os seus trabalhadores são sobretudo homens, com uma idade média que ronda os 55 anos, e que – antecipa António Moreira – “poderão ter dificuldades em enquadrar-se no mercado de trabalho”.
O dirigente sindical disse ainda temer que o encerramento desta fábrica possa pôr em causa o processo de recuperação da empresa Alberto Gaspar, na Figueira da Foz, com a qual existia uma colaboração para proceder a acabamentos de materiais da SOMIT.
“Assim vai a retoma que o Governo tanto propagandeia no nosso distrito. A retoma que todos os dias nos entra porta dentro, com números, mais números, empresas a fazer investimentos, empregos que vão agora começar a aparecer, de facto, só em outro lugar”, lê-se numa nota divulgada pela União de Sindicatos de Coimbra.
Com mais este encerramento, aumenta o número de empresas que declararam falência. Como o Correio da Manhã noticiou sexta-feira, a quantidade de empresas que se apresentaram à falência subiu 40 por cento nos primeiros seis meses de 2004. Curiosamente, no distrito de Coimbra diminuiu o número de empresas que fecharam as portas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)