Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Faria de Oliveira diz que novo BPN será mais apelativo para compradores

O presidente da CGD, Faria de Oliveira, disse esta quarta-feira, na Comissão de Orçamento e Finanças, que após o processo de 'refundação' do BPN que está em curso, com mudança de nome e de gestão, e com a passagem de activos para os três veículos já criados, o banco ficará mais atractivo para eventuais interessados na sua compra.
12 de Janeiro de 2011 às 11:51
 O presidente da CGD, Faria de Oliveira, disse  que processo de 'refundação' do BPN que está em curso
O presidente da CGD, Faria de Oliveira, disse que processo de 'refundação' do BPN que está em curso FOTO: d.r.

"O banco futuro será mais apelativo para os compradores, quando o accionista  optar pela total alienação", afirmou o presidente da Caixa Geral de Depósitos  (CGD).  

A regularização dos fundos próprios para um nível adequado aos rácios  obrigatórios graças à limpeza de os activos problemáticos permitirá, segundo  Faria de Oliveira, que o Banco Português de Negócios (BPN) opere normalmente  no mercado.  

O presidente do banco público, que tem o BPN sob gestão desde a sua  nacionalização no final de 2008, destacou que "o banco tem vindo a melhorar  os seus resultados" desde então, e lembrou que os prejuízos desceram de  575 milhões de euros em 2008 para 216 milhões de euros em 2009.  

"Em setembro de 2010 o resultado líquido negativo baixou para 42 milhões  de euros e as previsões indicam que a 30 de novembro fosse de 78 milhões  de euros", revelou Faria de Oliveira.  

A melhoria dos resultados foi possível devido "à estabilização do produto  bancário e à recuperação de crédito que se encontrava em processos de contencioso  ou pré-contencioso", avançou o banqueiro, frisando que foram recuperados  76 milhões de euros.  

 

 

 

  

 

 

 

     

 

 

 

 

BPN Faria de Oliveirabanco renovação prejuízos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)