Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Fecho de 4 mil serviços

Portugal perdeu mais de quatro mil serviços públicos nos últimos 12 anos, principalmente escolas e centros de saúde. Só nos últimos cinco anos foram encerrados 3481 estabelecimentos de ensino do 1º Ciclo e centros de saúde fechados foram 557. O distrito mais penalizado foi Viseu.

13 de Julho de 2012 às 01:00
Às escolas e centros de saúde encerrados vão juntar-se tribunais
Às escolas e centros de saúde encerrados vão juntar-se tribunais FOTO: Hugo Rainho

No ano lectivo de 2005/2006 existiam em Portugal 6050 escolas do 1º Ciclo. Em 2010/2011, este número tinha passado para 2569 depois de terem sido desactivados 3481 estabelecimentos, de acordo com dados compilados pela agência Lusa.

A diminuição no número de escolas ficou a dever-se à reorganização da rede escolar iniciada em 2005/2009 quando a então ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, determinou o fecho das escolas com menos de dez alunos. Em 2010, a decisão foi alargada às escolas com menos de 21 crianças.

Os centros de saúde do País também sofreram uma forte diminuição. Das 1962 extensões existentes no País em 2000, segundo o INE, o Portal da Saúde dá agora conta de 1405. Quer isto dizer que foram encerrados 557 centros de saúde. Da lista de serviços encerrados na última década também fazem parte postos de correios e blocos de partos. O tribunais irão engrossar a lista, em breve, com a nova organização do mapa judiciário.

Viseu foi o distrito do País mais penalizado com o encerramento de 480 serviços públicos, dos quais 443 escolas, 15 postos de correios, 11 centros de saúde e um bloco de partos.

Equipamentos escolas centros de saúde encerrados serviços fecho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)