Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Financiamento do aeroporto reavaliado

A alteração da localização do novo aeroporto internacional de Lisboa obriga a uma “reavaliação” do modelo de funcionamento, anunciou esta terça-feira o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, no Parlamento.
29 de Janeiro de 2008 às 18:28
Em sede de comissão parlamentar, o governante afirmou que não “razão nenhuma para mudar o modelo de financiamento, mas o modelo está a ser reavaliado porque houve uma alteração da localização”.
O modelo de concessão do novo aeroporto, proposto pelo Governo em Janeiro de 2007, alia a privatização da ANA – Aeroportos de Portugal à construção da nova infra-estrutura, através de concurso público internacional.
O secretário de Estado das Obras Públicas explicou que o modelo de transacção visa “minimizar envolvimento de fundos públicos na construção, minimizar os riscos para o parceiro Estado e maximizar a eficiência da operação”.
O novo concurso público internacional deve obedecer a princípios de “manutenção do sistema aeroportuário nacional e a viabilidade do projecto do novo aeroporto, num contexto de limitação de fundos públicos, nacionais e comunitários, restrito a um máximo de 600 milhões de euros”.
Deste montante, já estão garantidos um mínimo de 170 milhões através do Fundo de Coesão, a que se somam 69 milhões de euros atribuídos pelo programa Redes Transeuropeias de Transportes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)