Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Fisco permite correções para baixar imposto

Património acima de 600 mil euros tem de pagar um adicional até ao final do mês.
Raquel Oliveira 2 de Setembro de 2017 às 09:11
Casal
Casal FOTO: Getty Images
A Autoridade Tributária anunciou que vai permitir que os casais que se esqueceram de pedir a avaliação conjunta do seu património, para efeitos do Adicional ao Imposto sobre Imóveis (AIMI), o possam fazer a partir da próxima semana, evitando assim o pagamento deste imposto.

Os casais e unidos de facto poderão alterar a matriz predial para possibilitar a revisão de pagamentos. É a primeira vez que este adicional vai ser aplicado aos contribuintes, individuais e coletivos, com património superior a 600 mil euros.

A taxa é de 0,7% para os imóveis acima de 600 mil euros e de 1% na parte que excede um milhão de euros. O pagamento deverá ser feito até ao final deste mês.

Contas feitas pela consultora Deloitte permitem concluir que, por exemplo, um contribuinte singular que seja proprietário de imóveis com Valor Patrimonial Tributário (VPT) de 750 mil euros pagará 1050 euros de adicional de IMI.  

De acordo com o Ministério das Finanças, cerca de 210 mil contribuintes serão chamados a pagar o AIMI: 56 412 empresas, 15 873 particulares e 2004 heranças indivisas.
Ver comentários