Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Fisco vai atribuir prémio recorde

O Fisco vai atribuir um prémio recorde a todos os trabalhadores dos Impostos que tiverem uma classificação de desempenho positiva. Esta decisão foi ontem publicada em Diário da República. O ministro das Finanças fixou em cinco por cento (o máximo permitido) a percentagem a afectar do Fundo de Estabilização Tributário (FET) para o pagamento de prémios aos trabalhadores do Fisco.
18 de Fevereiro de 2009 às 00:30
O bom trabalho dos funcionários dos impostos em 2008 vai valer-lhes um “bónus” extra de 200 a 300 euros
O bom trabalho dos funcionários dos impostos em 2008 vai valer-lhes um “bónus” extra de 200 a 300 euros FOTO: Raul Coelho

Além destes cinco por cento, que recaem sobre o total das cobranças coercivas derivadas de processos instaurados pela Direcção-Geral dos Impostos (DGCI), Teixeira dos Santos decidiu majorar ainda em dez por cento a atribuição de prémios. Isto significa que a percentagem do FET reservada para a atribuição de prémios aos funcionários é de 5,5 por cento, a mais elevada de sempre na Administração Fiscal. Esta majoração deverá representar entre 200 a 300 euros a mais para cada funcionário, sendo paga de uma vez no próximo mês de Fevereiro.

Esta recompensa vem na sequência de uma promessa feita pelo próprio director-geral dos Impostos. Confrontado com o mau comportamento da receita no passado mês de Setembro, Azevedo Pereira prometeu aumentar os prémios aos funcionários se os montantes cobrados atingissem o objectivo previsto para o final de 2008.

'O profissionalismo e o empenho do universo dos funcionários da administração tributária revelaram-se factores determinantes para, apesar da conjuntura económico-financeira assaz desfavorável, superar os ambiciosos objectivos traçados, designadamente no domínio da arrecadação da receita fiscal.'

Recorde-se que, ao nível da cobrança coerciva, foi definida para 2008 uma receita de 1,4 mil milhões de euros, tendo o objectivo sido superado no último dia do ano. Segundo apurou o Correio da Manhã, para 2009 está definido um montante de 1250 milhões de euros para este tipo de cobrança.

PORMENORES

PORTAL DAS FINANÇAS

Entra em funcionamento em 2009 o Portal das Finanças que junta os conteúdos dos endereços da DGCI e do e-financas.gov.pt

SISTEMA DE REVERSÕES

Entrou em funcionamento o Sistema de Gestão de Reversões que permite chamar os administradores e gerentes a pagarem as dívidas das suas sociedades.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Os dirigentes estão a disputar a classificação de excelente com os funcionários.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)