Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

FMI "mais otimista" quanto a solução para a dívida grega

Christine Lagarde indicou que a dívida grega tem de ser reestruturada.
22 de Fevereiro de 2017 às 19:26
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde
Christine Lagarde está à frente do FMI
Fundo Monetário Internacional é liderado por Christine Lagarde
A presidente do FMI,  Christine Lagarde
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde
Christine Lagarde está à frente do FMI
Fundo Monetário Internacional é liderado por Christine Lagarde
A presidente do FMI,  Christine Lagarde
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde
Christine Lagarde está à frente do FMI
Fundo Monetário Internacional é liderado por Christine Lagarde
A presidente do FMI,  Christine Lagarde
A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse esta quarta-feira que está "bastante mais otimista" quanto a uma solução para a dívida grega.

Lagarde indicou que a dívida grega tem de ser reestruturada, mas adiantou que nesta altura não há necessidade de um perdão de dívida.

As declarações da dirigente do FMI foram feitas em entrevista ao canal de televisão alemão ARD, depois de uma reunião com a chanceler Angela Merkel.

Num relatório divulgado recentemente sobre a Grécia, o FMI considerou a situação da dívida grega "insustentável" e "explosiva" a longo prazo e apelou mais uma vez à zona euro para propor medidas de alívio "mais credíveis".

A instituição defendeu medidas precisas, como a extensão das maturidades dos empréstimos até 2070 e o alívio dos reembolsos até 2040.
Fundo Monetário Internacional FMI Christine Lagarde Angela Merkel economia negócios e finanças Grécia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)