Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

FMI prevê agravamento

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma quebra do Produto Interno Bruto (PIB) da zona Euro de 3,2%. As previsões, que deverão ser divulgadas em breve, foram ontem antecipadas por Teresa Ter-Minassian, consultora daquele organismo.
18 de Março de 2009 às 00:30
Teresa Ter-Minassian e Silva Lopes em conferência
Teresa Ter-Minassian e Silva Lopes em conferência FOTO: Miguel Baltazar/Jornal de Negócios

Estas previsões mostram uma quebra do PIB da Zona Euro superior à quebra americana, que segundo o FMI, deverá ser de 2,6%. Mas, ainda de acordo com as previsões, a economia deverá começar a recuperar no próximo ano, com um leve crescimento nos países do G7, com excepção para o Reino Unido, que ainda deverá registar um crescimento negativo.

Também o economista Silva Lopes, que participava com Teresa Ter-Minassian na conferência ‘Crise, Justiça Social e Finanças Públicas’, que hoje termina, antecipa uma quebra do PIB português em cerca de três por cento.

PREVISÃO

0,2 % é a perspectiva de crescimento do PIB nos sete países mais ricos do Mundo para o próximo ano.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)