Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

FMI reúne com confederações patronais

Os peritos do FMI, Banco Central Europeu e Comissão Europeia entraram no ministério das Finanças pouco antes das 09h00, para reuniões com as confederações patronais portuguesas.
20 de Abril de 2011 às 10:15
O dinamarquês Poul Thomsen é o líder da delegação do FMI
O dinamarquês Poul Thomsen é o líder da delegação do FMI FOTO: Sérgio Lemos

Os responsáveis das instituições financeiras internacionais vão ouvir  a Confederação dos Agricultores Portugueses (CAP), a Confederação Empresarial  Portuguesa (CIP) e a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)  e a Confederação do Turismo Portuguesa (CTP).

 

"A reunião foi pedida pela 'troika' e nós vamos dizer que o sector agrícola  é muito importante nesta altura de crise e pode exportar mais", disse o  presidente da CAP à Lusa, João Machado, à entrada da reunião.

 

"É preciso continuar a olhar para a agricultura" até porque "é um sector  que pode criar mais emprego", defendeu João Machado, acrescentando que "Portugal  só tem uma saída: produzir mais".

 

Também o presidente do Observatório Permanente da Justiça, Boaventura  Sousa Santos, vai ser recebido pelos peritos, tendo afirmado à entrada da reunião  que vai levantar a questão de saber qual contributo dos tribunais para que  a economia funcione melhor.

 

"Para nós, as transações económicas têm que ser previsíveis, deve haver  uma justiça eficiente e uma luta eficaz contra a corrupção", defendeu.

 

A 'troika' composta pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco  Central Europeu (BCE) e Comissão Europeia (CE) iniciou na segunda-feira  as negociações com os responsáveis portugueses para delinear um plano de  ajuda financeira a Portugal, após o pedido feito pelo primeiro-ministro  demissionário, José Sócrates, a 6 de Abril.

FMI conderações patronais poul thomsen ministério das finanças
Ver comentários