Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

FMI revê em baixa crescimento

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa a previsão de crescimento para a economia mundial em 2008, recuando as estimativas de 4,1 por cento para 3,7 por cento, uma diminuição justificada pela grave crise financeira nos EUA, revela a agência Bloomberg.
2 de Abril de 2008 às 11:15
FMI revê em baixa crescimento
FMI revê em baixa crescimento FOTO: d.r.

Desde a última previsão, avançada em Janeiro, a situação dos mercados financeiros tem vindo a piorar consideravelmente. O FMI aponta como causa principal a crise vivida no mercado imobiliário nos EUA, que se espalhou por outros sectores “causando danos extensos nos mercados e nas instituições, no coração do sistema financeiro”.

O FMI considera que a expansão global está a perder fôlego face ao que se transformou na maior crise financeira nos EUA desde a Grande Depressão, nos anos 30, confirmando o que muitos especialistas têm vindo a afirmar.  

O FMI assinala também que há 25 por cento de possibilidade de um crescimento global de apenas 3,0 por cento ou menos em 2008 e 2009, um ritmo descrito como equivalente a uma recessão global.

O FMI assinala também que há 25 por cento de possibilidade de um crescimento global de apenas 3,0 por cento ou menos em 2008 e 2009, um ritmo descrito como equivalente a uma recessão global.

O FMI assinala também que há 25 por cento de possibilidade de um crescimento global de apenas 3,0 por cento ou menos em 2008 e 2009, um ritmo descrito como equivalente a uma recessão global.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)