Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

FOTOCÓPIAS DO IRS À BORLA

O despacho nº 248/2003-XV do secretário de Estado das Finanças sobre as fotocópias a disponibilizar a todos os contribuintes está a lançar a confusão nas repartições um pouco por todo o País. Vasco Valdez estabeleceu o preço de um euro a pagar por cada fotocópia, uma quantia que vai complicar ainda mais todo o processo de pagamento do IRS.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
Segundo apurou o CM junto de fontes da Administração Fiscal, os funcionários dos impostos têm que passar uma guia de pagamento no valor de um euro, que o contribuinte deverá levar e pagar junto da Tesouraria da Fazenda Pública. Depois disto, deverão devolver o duplicado da guia ao funcionário da repartição que entregará então a fotocópia autenticada. É todo este processo, que alguns chefes de Repartição querem evitar, e para tanto preferem oferecer a referida fotocópia.
Estas “ofertas” já estão a acontecer em diversas regiões do País, embora em alguns casos, os directores distritais ainda não tenham decidido que ordens dar aos respectivos chefes.

Recorde-se que, em virtude dos novos impressos de IRS (anexos) não terem duplicados, a única forma que os contribuintes tinham de provar os seus rendimentos era pedir uma certidão que custa cinco euros. Vasco Valdez mandou as repartições carimbar as fotocópias ao preço de um euro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)