Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Frente Sindical reinvindica aumento de salários

A Frente Sindical, que integra o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, apresenta esta terça-feira a sua proposta reivindicativa para 2012 cujo ponto forte será um aumento salarial que permita aos funcionários públicos recuperar parte do poder de compra perdido.
6 de Setembro de 2011 às 09:08
Sindicatos, Frente Sindical, STE, Bettencourt Picanço, Função Pública, salários, UGT, Governo
Sindicatos, Frente Sindical, STE, Bettencourt Picanço, Função Pública, salários, UGT, Governo FOTO: CM/João Miguel Rodrigues

O presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), Bettencourt Picanço, disse à Lusa que o documento aprovado pelos seis sindicatos que integram a Frente negocial prevê a reivindicação de aumentos salariais que tenham em conta a inflação, o poder de compra perdido pelos funcionários públicos e a situação do país.  

"Os trabalhadores da administração Pública têm sido discriminados nos últimos anos e isso tem que ser tido em conta na definição dos aumentos salariais para o próximo a no", disse o sindicalista.  

A UGT, central sindical onde está filiado o STE, reivindica aumentos salariais entre os dois e os três por cento.  

No entanto o STE não se sente obrigado a seguir esta orientação, até porque os restantes cinco sindicatos que com ele se sentam à mesa das negociações com o Governo são independentes.  

O STE, o Sindicato Nacional dos Professores Licenciados, o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, o Sindicato dos Enfermeiros, o Sindicato dos Profissionais de Policia e o Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem reivindicam ainda a revisão das carreiras, do sistema de avaliação e do regime de mobilidade.  

O documento reivindicativo deste Frente Sindical vai ser esta terça-feira enviado ao Governo.

 

Sindicatos Frente Sindical STE Bettencourt Picanço Função Pública salários UGT Governo
Ver comentários