Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

FUGA AMEAÇA FISCO DE SETÚBAL

Existem suspeitas que alguns funcionários das Finanças de Setúbal, detidos no passado dia 7 de Maio, possam estar a preparar-se para abandonar o País. Segundo apurou o Corrio da Manhã junto de fontes ligadas ao processo, “existem algumas ligações que poderão propiciar uma fuga para o Brasil”.
25 de Maio de 2003 às 00:00
Estas ligações seriam já muito antigas, e estariam relacionadas com antigos processos de “facturas falsas”, envolvendo alguns empresários que, para evitar a condenação em Portugal, teriam fugido para os Brasil.
“Estamos a falar de uma possibilidade que é real, tanto mais que, aos detidos não foi apreendido o passaporte”, adiantou a mesma fonte.
Recorde-se que, dos 17 detidos, nenhum ficou em prisão preventiva, sendo a medida de coacção mais grave aplicada a um consultor e que resultou numa caução de 15 mil euros. Foram ainda aplicados dois Termos de Identidade e Residência (o que obriga os indivíduos sujeitos a esta medida de coacção, a apresentarem-se regularmente, na esquadra de polícia da área de residência).
Todos os restantes 15 detidos saíram em liberdade sem a aplicação de qualquer medida de coacção.
Fontes da Polícia Judiciária disseram ao CM que o processo ainda se encontra junto do Ministério Público do Tribunal de Instrução Criminal de Setúbal, aguardando-se a todo o momento que ele seja remetido à Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF) para serem realizadas as diligências consideradas necessárias para que o processo avance para a fase de acusação.
Os responsáveis da PJ acreditam ter terminado com a actividade criminosa na Direcção Distrital de Finanças de Setúbal, após a realização da operação que envolveu 400 efectivos policiais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)