Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Função Pública: Ernâni Lopes quer corte de 15 a 20% nos salários

O antigo ministro das Finanças Ernâni Lopes disse esta segunda-feira que se estivesse no Governo em Portugal seguiria o exemplo irlandês e cortaria 15 ou 20 por cento os salários dos funcionários públicos.
12 de Julho de 2010 às 20:15
Ernâni Lopes defende que Portugal devia seguir exemplo irlandês
Ernâni Lopes defende que Portugal devia seguir exemplo irlandês FOTO: Pedro Catarino/Arquivo CM

Numa intervenção nas jornadas parlamentares do PSD, que decorrem no  Parlamento, entre esta segunda e terça feira, Ernâni Lopes considerou "quase absurda esta solução coxa de, na incapacidade de tocar na despesa pública, aumentar a receita".  

"Para sugestão de ordem prática, eu apreciei muito a lógica irlandesa. E era o que eu faria se tivesse a responsabilidade de enfrentar a situação  portuguesa", disse o actual presidente da Fundação Luso-Espanhola, citado pela agência Lusa. 

Ernâni Lopes acrescentou que diminuiria, "seguramente, os vencimentos de funcionários públicos, incluindo os ministros", com "um corte na banda dos 15, 20, 30 por cento - 15 sem dúvida, 20 provavelmente".  

"A cru. Sem explicar nada. Ou melhor, explicando que ou é assim ou não é. Não querem, então não se faz", prosseguiu o antigo ministro das Finanças  do Governo do ‘Bloco Central’.  

"Cortar na despesa é inexorável", defendeu.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)