Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Fundo da Segurança Social investe um quarto dos activos

O relatório de acompanhamento da realização do orçamento da Segurança Social divulgado esta quarta-feira pelo Tribunal de Contas indica que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS) investiu 20 por cento da carteira em acções e metade docapital em dívida pública portuguesa até Junho de 2008.
4 de Março de 2009 às 11:27

Este fundo tinha 7952 milhões de euros, dos quais 1578 milhões de euros foram aplicados em acções, a 30 de Junho de 2008. No final de 2007, a percentagem investida em acções era de 21 por cento.

A lei apenas permite um investimento de 25 por cento em acções e o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social já referiu que esse investimento é de cerca de 21 por cento.

Além disso, 50 por cento da carteira estava, em Junho, aplicada em dívida pública portuguesa e 17 por cento em dívida pública estrangeira.

A dívida de empresas absorvia apenas  2,5 por cento do investimento total e a exposição do sector imobiliário representava 3,1 por cento.

Em instrumentos de maior liquidez estava investido 4,6 por cento da carteira.

O presidente do Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social, que faz a gestão do FEFSS, afirmou que os dados provisórios referentes a 2008 têm como fundo 8350 milhões de euros.

Segundo os dados do Tribunal de Contas, em meados de 2008, o FEFSS tinha desvalorizado 4,37 por cento. Porém, no conjunto do ano e de acordo com Manuel Baganha, o fundo perdeu 3,7 por cneto.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)