Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Gasóleo em Portugal é o terceiro mais caro da União Europeia

Portugal tem o gasóleo mais caro da União Europeia a seguir à Grécia e à Finlândia, custando 67,38 cêntimos ainda sem impostos. Os dados pertencem ao boletim sobre combustíveis da Direcção Geral da Energia da Comissão Europeia, relativos a 3 de Janeiro.
7 de Janeiro de 2011 às 15:26
Comissão Europeia divulga ranking do preço do litro do gasóleo antes e depois de impostos nos 27 países
Comissão Europeia divulga ranking do preço do litro do gasóleo antes e depois de impostos nos 27 países FOTO: Paulo Santos Pereira

Segundo o relatório, um litro de gasóleo ainda sem impostos é 3,7 cêntimos mais caro que a média dos 27 países. Os valores mais elevados registam-se na Grécia com 70,63 cêntimos e na Finlândia com 70,06 cêntimos.

Em contraste, o gasóleo mais barato encontra-se na Irlanda com 57,2 cêntimos o litro, Áustria 58,4 cêntimos e no Reino Unido, um litro de gasóleo sem impostos está na casa dos 59,1 cêntimos.

O cenário altera após impostos, ficando o combustível português em oitavo lugar.

O gasóleo luso fica 0,3 cêntimos abaixo da média da União Europeia, mas quase nove cêntimos mais caro que em Espanha. No preço do litro do gasóleo em Portugal (1,277 euros), o imposto sobre produtos petrolíferos (ISP) representa 36,4 cêntimos e o IVA 23,9 cêntimos.

O Reino Unido passa a ser o país com o combustível mais elevado com 1,499 euros, seguido da Suécia com 1,443 euros e em terceiro a Grécia com 1,391 euros.

"NÚMEROS NÃO SÃO TOTALMENTE COMPARÁVEIS"

António Comprido, secretário-geral da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, explica que o gasóleo "encareceu quatro a cinco cêntimos" devido aos dois impostos a que o combustível está sujeito, lembrando “o aumento em dois pontos percentuais do IVA e o fim da isenção do biodiesel”, que “catapultaram Portugal para uma posição mais alta nesse ranking".

"Para a maioria dos países não houve aumento do IVA a 1 de Janeiro nem alteração fiscal por causa dos biocombustíveis”, acrescenta.

Confrontado com o boletim de Setembro que registava o gasóleo português como o terceiro mais caro da Europa, António Comprido explica que “Portugal é um mercado mais pequeno, ou seja, menos eficiente e sem as economias de escala do centro da Europa e sem uma rede de pipelines”.

O responsável da Associação de Empresas Petrolíferas sublinhou que ainda que “os números do ranking são comparáveis mas com ressalvas, já que os números não são reportados pelos Estados-membros de forma igual. Há países que comunicam preços com descontos [em bomba]”, outros “fazem cálculos com média aritmética simples”, enquanto Portugal apresenta uma média ponderada”.

António Comprido explica que há países que recolhem preços numa amostra de postos e outros, como Portugal, usam todos os preços nos postos todos.

gasóleo combustível impostos união europeia comissão europeia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)