Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Gestão da PT ganha o dobro da Sonae

O conselho de administração da Portugal Telecom (PT) ganha perto do dobro da sua congénere na Sonae. Segundo dados que constam nos relatórios e contas de ambos os grupos económicos, a equipa liderada por Miguel Horta e Costa recebeu, em 2004, 9,1 milhões de euros, enquanto os cinco elementos da equipa de Belmiro de Azevedo ganharam 4,5 milhões. Estas remunerações incluem o ordenado base, mais prémios de desempenho, mais planos de opção de compra de acções (‘stock options’).
10 de Março de 2006 às 00:00
Miguel Horta e Costa
Miguel Horta e Costa
Os números surgem no dia em que o grupo de Belmiro de Azevedo divulgou os resultados de 2005, que atingiram os 512,8 milhões de euros. Um aumento superior a 80 por cento, graças aos resultados extraordinários conseguidos pela venda da participação na Gescartão e a alienação dos supermercados que o Grupo tinha no Brasil.
Mas para além dos números, o grande tema continua a ser a OPA lançada pela Sonae sobre a PT. O presidente da Sonaecom, Paulo Azevedo, disse ontem que é difícil fazer previsões de calendário sobre o desfecho da OPA. “A Autoridade das Comunicações pode dar o seu parecer até Julho, embora os prazos parem quando há qualquer pergunta adicional. Mas se for cumprido esse prazo, levará as coisas lá para Setembro.” Ângelo Paupério, o administrador financeiro da Sonae, alertou para o facto da OPA sobre a Endesa, em Espanha, ter sido lançada em Setembro e ainda não estar resolvida.
Entretanto, circulou ontem a informação de que o Fundo Kohlberg Kravis Roberts & Co, um dos maiores fundos americanos de capital de risco, terá enviado emissários a Lisboa para negociar parcerias para uma possível oferta sobre a PT.
CONFRONTO DE NÚMEROS
RESULTADO LÍQUIDO
Sonae SGPS - 512,8 milhões de euros ( 80,8%)
Portugal Telecom - 654 milhões de euros ( 4,9%)
VOLUME DE NEGÓCIOS
Sonae SGPS - 6,392 mil milhões de euros (-1,12%)
Portugal Telecom - 6,385 mil milhões de euros ( 7%)
EBITDA (Resultado operacional mais amortizações e depreciações)
Sonae SGPS - 947,8 milhões de euros ( 1%)
Portugal Telecom - 2,495 mil milhões de euros ( 5,6%)
DÍVIDA LÍQUIDA
Sonae SGPS - 1,62 mil milhões de euros (-18%)
Portugal Telecom - 3,672 mil milhões de euros ( 2,8%)
PROPOSTA DE DIVIDENDO
Sonae SGPS - 0,025 euros por acção
Portugal Telecom - 0,475 euros por acção
BORGES ABANDONA BELMIRO
A Sonaecom informou ontem que António Borges renunciou ao cargo não-executivo no conselho de administração da empresa devido à contratação da Goldman Sachs pela Portugal Telecom, no âmbito da Oferta Pública de Aquisição (OPA) em curso.
Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonaecom refere que a decisão de António Borges foi igualmente seguida por Richard O´Toole, também membro não-executivo do conselho de administração, pois ambos mantêm “um vínculo profissional” com a Goldman Sachs.
António Borges é um dos vice-presidentes daquele banco de investimento, a quarta instituição financeira contratada pela Portugal Telecom para responder à OPA lançada por Belmiro de Azevedo. Os administradores que agora deixam a empresa “lamentam a decisão que foram forçados a tomar, especialmente num momento tão crucial da vida da sociedade”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)