Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Gestor do BPN condenado sem ser ouvido

Gabriel Rothes, ex-director do BPN, disse ontem, na comissão parlamentar de inquérito, ter sido condenado no processo de contra-ordenação do Banco de Portugal (BdP) sem ter sido ouvido.
4 de Julho de 2012 às 01:25
Gabriel Rothes foi director do BPN
Gabriel Rothes foi director do BPN FOTO: Manuel Vicente

O CM sabe que o bancário foi questionado sobre o processo do regulador pelos deputados do CDS-PP João Almeida e do BE João Semedo. À porta fechada, o ex-director adiantou ter arrolado seis testemunhas, mas explicou não ter pedido para ser inquirido. A lei não obriga a que os arguidos neste tipo de processos prestem declarações. Ao CM, o BdP garantiu que "os arguidos tiveram todas as condições para apresentar a sua defesa". Gabriel Rothes foi condenado por ter ocultado a propriedade do Insular e as práticas irregulares, além de ter viciado as contas do BPN Cayman. A coima aplicada é de 175 mil euros. Rothes confirmou ainda aos deputados que, de 2009 a 2011, a gestão nacionalizada do BPN só recuperou 208 milhões de euros de crédito malparado.

BPN GESTOR BANCO DE PORTUGAL PROCESSO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)