Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

GOVERNO JUSTIFICA BAIXA DO ISP

O Governo justificou ontem a baixa do imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP) com a necessidade de proteger os transportes rodoviários, o mais afectado com as recentes subidas dos preços dos combustíveis.
2 de Abril de 2003 às 00:47
A razão principal para esta decisão do Executivo, que foi tomada pelo ministro da Economia, Carlos Tavares, e pela ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, foi a intenção de "não penalizar mais o sector dos transportes rodoviários, que já atravessa uma fase difícil".
Carlos Tavares fez questão de salientar que "o Governo fez variar o imposto sobre os combustíveis dentro das possibilidades que a lei lhe permite". "Esta situação é completamente diferente daquilo que foi feito pelo anterior governo, quando o imposto atingiu valores mínimos" e os preços não subiram durante muito tempo. O imposto veio a descer, pelo que "o governo teve, inclusivamente, de pedir uma autorização à Assembleia da República", disse Carlos Tavares.
Os preços da gasolina e do gasóleo rodoviário vão manter-se em Abril, depois de, em Março, a gasolina ter aumentado dois cêntimos e o gasóleo quatro cêntimos, o que gerou protestos dos transportadores. O preço do gasóleo deveria aumentar três cêntimos, tendo em conta a evolução dos preços a nível internacional.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)