Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Grécia classifica decisões da Moody’s de "loucuras"

O ministro grego dos Negócios Estrangeiros disse esta quarta-feira que as agências de notação cometem "loucuras" como a decisão da Moody's de descer o 'rating' de Portugal e a da Standard and Poor's de colocar a Grécia em quase falência.
6 de Julho de 2011 às 13:49
Stavros Lambrinidis apelou ainda à necessidade de acabar com a "retórica de punição"
Stavros Lambrinidis apelou ainda à necessidade de acabar com a 'retórica de punição' FOTO: Arquivo Cm

Na terça-feira, "a Moody's baixou a notação de Portugal. (...) Mas essa descida não se baseou no facto de Portugal não estar a fazer as reformas necessárias mas sim na hipótese de o país voltar a precisar de ajuda", afirmou Stavros Lambrinidis.

 

"Conseguem ver a loucura desta profecia?", questionou o ministro grego numa conferência de imprensa  realizada em Berlim.

A agência de notação Standard and Poor's afirmou recentemente que a participação de bancos privados num novo resgate da Grécia pode levar a uma suspensão selectiva de pagamentos e colocar o país num estado de quase falência.

 

Stavros Lambrinidis apelou ainda à necessidade de acabar com a "retórica de punição" em relação ao seu país, adoptada sobretudo pela Alemanha, lembrando que os alemães obtiveram grandes vantagens com a introdução da moeda e do mercado únicos.

Expressando "gratidão pelo apoio", o ministro grego recordou que "o aeroporto de Atenas foi construído em grande parte por empresas alemãs e pago com fundos europeus".

Moody's Grécia Rating Dívida Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)