Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Greenspan volta a subir taxa de juro

O homem que deixa hoje a presidência da Reserva Federal dos Estados Unidos da América, após mandatos totalizando mais de 18 anos, fixou ontem a taxa de juro de referência em 4,5%.
1 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Alan Greenspan
Alan Greenspan FOTO: Chris Cleponis/EPA
Alan Greenspan, na hora da despedida, aumentou pela 14.ª vez, desde Maio de 2004, o custo do dinheiro. E deu a entender que o movimento ascendente da taxa de juro da maior economia ainda não terminou.
Embora Greenspan seja muito influente, passa hoje o testemunho ao economista Ben Bernank. E o novo homem forte da Reserva Federal parece afinar pelo diapasão do Banco Central Europeu: mais preocupação com a taxa de inflação que com o aquecimento ou o arrefecimento da actividade económica.
PERFIS
BEN BERNANK, com 53 anos, deu aulas de economia em Princeton e Stanford. Desde Junho de 2005, presidiu ao grupo de conselheiros económicos do governo norte-americano. É visto como o melhor sucessor de Alan Greenspan.
ALAN GREENSPAN, com 79 anos, ocupou o cargo de presidente da Reserva Federal durante mais de 18 anos. Apesar de elogiado, há quem lhe aponte o dedo por não ter evitado a bolha tecnológica, em 2000.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)