Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Greve dos Trabalhadores dos Serviços de Vigilância foi "um êxito"

Aumento de salários e melhores condições de trabalho são algumas reivindicações.
28 de Outubro de 2016 às 00:50
Paralisação não teve grande adesão nos aeroportos
Paralisação não teve grande adesão nos aeroportos FOTO: Filipa Couto/Correio da Manhã
A greve de 24 horas dos Trabalhadores dos Serviços de Vigilância foi um "êxito", apesar de não ter tido uma grande adesão nos aeroportos, reconheceu esta sexta-feira o dirigente sindical Carlos Trindade.

"O balanço global é de êxito pelos trabalhadores que aderiram. Foi uma adesão importantíssima, principalmente nos transportes de valores, que, em alguns sítios, atingiu os 95%. Na estática [portarias], a adesão foi impressionante. Os trabalhadores pararam em locais de trabalho que nós nem conhecíamos", afirmou Carlos Trindade à agência Lusa.

O presidente da assembleia-geral do Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpezas Domésticas e Atividades Diversas reconheceu, no entanto, que a adesão nos aeroportos não foi a esperada.

"Temos a noção exata de que o que era mais espetacular era uma adesão à greve, como aconteceu nos aeroportos em agosto. Não foi essa a situação que aconteceu", salientou.

Carlos Trindade disse também que esperam agora uma resposta da Associação das Empresas de Segurança para responder à "reabertura das renegociações de contrato".

Os Trabalhadores de Serviços de Segurança e Vigilância, que estão em greve às horas extraordinárias e aos feriados, desde o dia 22 e até 06 de novembro, reivindicam a revisão do contrato coletivo de trabalho, consignando os direitos em vigor e outros específicos para os trabalhadores que prestam serviço nos aeroportos ou nos transportes de valores, entre outros.

O aumento dos salários e a melhoria das condições de trabalho são outras das reivindicações na origem do conflito.

O setor dos vigilantes e seguranças privados emprega cerca de 35.000 pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)