Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

GREVE NA FUNÇÃO PÚBLICA

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública ameaça recorrer à greve se o Governo continuar a adiar as negiações com os sindicatos. Isso mesmo disse ontem ao CM Paulo Trindade, dirigente daquela organização sindical, durante a jornada de luta promovida pela CGTP-IN contra as injustiças e por um novo rumo.
11 de Novembro de 2004 às 00:00
Paulo Trindade adiantou que a próxima semana vai ser consagrada a sensibilizar a opinião pública, que no dia 23 a Frente Comum voltará ao Ministério das Finanças – onde hoje foi entregue uma resolução reivindicativa – para exigir o cumprimento do direito à negociação e que a 15 de Dezembro realizar-se-á uma vígilia no mesmo local. Se tudo isto falhar, a Frente Comum não excluiu o recurso à greve, mas afirma que “é prematuro” avançar já com uma data.
Já durante a manifestação que ontem juntou milhares de pessoas nas ruas da Baixa de Lisboa, o líder da CGTP-IN, Carvalho da Silva denunciou que mais de 700 mil contribuintes vão pagar mais IRS devido aos cortes de benefícios fiscais previstos no Orçamento de Estado de 2005.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)