Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Greve nas ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa nas horas de ponta

Os trabalhadores da Soflusa, empresa responsável pelas ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, vão efectuar uma greve parcial de três dias, que começa na segunda-feira, e que vai afectar as carreiras nas horas de ponta da manhã e tarde.Soflusa estima que greve afecte 18.500 passageiros por dia na ligação Barreiro/Lisboa
30 de Novembro de 2012 às 19:58
Os trabalhadores da Soflusa estão de greve às horas de ponta nos dias 3, 4 e 5 de Dezembro
Os trabalhadores da Soflusa estão de greve às horas de ponta nos dias 3, 4 e 5 de Dezembro FOTO: Pedro Catarino

A Soflusa, empresa responsável pelas ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, estima que a greve parcial dos trabalhadores afecte cerca de 18.500 passageiros em ambos os sentidos, após o anúncio da supressão de várias carreiras. Os trabalhadores da Soflusa vão efectuar uma greve parcial de três dias, que começa na segunda-feira e se prolonga até quarta-feira, e que vai afectar as carreias nas horas de ponta da manhã e tarde.

Segundo informou à Lusa fonte oficial da empresa, devem ser suprimidas 25 carreiras no período da manhã, entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, e 19 carreiras no período da tarde entre o Terreiro do Paço e o Barreiro. A empresa refere que a estimativa aponta para que a greve afecte 10.500 passageiros por dia no período da manhã e cerca de 8000 passageiros no período da tarde, em ambos os sentidos.

Está previsto que o último barco no sentido Barreiro/Lisboa seja à 01h30 e que a ligação apenas será retomada pelas 09h40, enquanto no sentido inverso o serviço vai parar pelas 02h00, sendo retomada a ligação às 10h10. No período da tarde, o último barco no sentido Barreiro/Lisboa será pelas 16:00 e ligação apenas volta a funcionar pelas 18h55, enquanto no sentido inverso vai parar 15h55, sendo retomada às 19h20.

A Soflusa refere que não serão disponibilizados transportes alternativos nesta ligação e a existência de transporte fluvial fica "dependente da adesão à greve por parte dos trabalhadores". "Os títulos de transporte da Soflusa serão válidos em todas as ligações da Transtejo. Durante os períodos de greve, o terminal do Terreiro de Paço será encerrado, por questões de segurança", refere.

"A greve vai ser de duas horas por turno dos dias 3, 4 e 5 de Dezembro e vai afectar as ligações fluviais entre as duas margens, essencialmente nas horas de ponta da manhã e da tarde", disse à Lusa António Almeida, do Sindicato dos Fluviais.

António Almeida explicou que a administração do grupo Transtejo, a que pertence a Soflusa, e os sindicatos não chegaram a um entendimento sobre a revisão do Acordo de Empresa, em especial a integração de alguns subsídios no vencimento.

"Tínhamos a ambição de integrar alguns prémios e subsídios nos vencimentos e voltamos a negociar com a empresa esta intenção, com a premissa de não aumentar a massa global salarial. Apresentámos uma proposta, mas a contraproposta da empresa foi a retirada de direitos e condições dos trabalhadores", explicou.

O sindicalista explicou que a administração pretendia a retirada do dia de folga trimestral a que os trabalhadores têm direito. "Já o tinham tentado de forma unilateral e o tribunal deu-nos razão. Os trabalhadores estão cansados desta situação, pois esta é a única administração que nunca conseguiu paz social na empresa", referiu.

 

GREVE BARCOS BARREIRO HORAS DE PONTA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)