Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Grupo Santander regista em junho primeiro prejuízo da história

Casa-mãe com resultado negativo de quase 11 mil milhões. Lucro de 172,9 milhões em Portugal.
Diana Ramos 30 de Julho de 2020 às 09:43
Ana Botín
Ana Botín FOTO: Reuters
O grupo espanhol Santander registou em junho o primeiro prejuízo da história, em 160 anos, registando um resultado negativo de 10,8 mil milhões de euros. Em Portugal, a atividade do Santander Totta rendeu um lucro de 172,9 milhões, 37% abaixo do período homólogo do ano passado.

A justificar o prejuízo histórico da casa-mãe está o facto de o Santander ter registado 12,6 mil milhões de euros, após a atualização do valor das filiais no Reino Unido, Estados Unidos e Polónia. “Os últimos seis meses foram dos mais desafiantes na nossa história”, justificou esta quarta-feira Ana Botín num comunicado enviado ao regulador.

Por cá, o banco do grupo espanhol viu os resultados caírem à conta das provisões impostas pela crise: registou cerca de 100 milhões de euros de imparidades, numa lógica de “atuação proativa e preventiva” face ao impacto da pandemia no tecido económico. O produto bancário foi de 659,4 milhões de euros, menos 6,3% homólogos, e as comissões desceram 5% para 183,1 milhões de euros.

No que toca aos custos com pessoal, o Santander Totta contava no final do primeiro semestre com menos 167 trabalhadores e tinha reduzido em 25 o número de 25 balcões, quando comparado com o mesmo período de 2019, para um total de 491 agências. n d.r.

Santander Totta Portugal economia negócios e finanças serviços financeiros banca
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)