Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Ikea planeia três lojas até 2015

A segunda loja da Ikea no Norte do País será na margem Sul do Douro e abrirá em 2010, tal como outra unidade em Lisboa, garantiu ontem o director de expansão do grupo sueco, António Machado.
1 de Agosto de 2007 às 00:00
Secretário de Estado diz que Ikea motivou o Programa Simplex
Secretário de Estado diz que Ikea motivou o Programa Simplex FOTO: António Rilo
O responsável não confirmou, contudo, as localizações exactas, apesar de o ‘Jornal de Negócios’ ter avançado que a segunda loja Ikea no Norte seria edificada em Vila Nova de Gaia, ao lado do GaiaShopping.
António Machado referiu que a nova unidade em Lisboa, para além da de Alfragide, será inaugurada ao mesmo tempo que a do Norte.
A Ikea pretende abrir mais três lojas em Portugal até 2015, uma em Lisboa, no Centro e também no Sul.
Ao lado da loja de Matosinhos será construído um centro comercial a ser inaugurado no segundo semestre de 2008, um investimento de 165 milhões de euros, de um total de 600 milhões que o grupo vai gastar em Portugal. Neste projecto, o Ikea contribui com a criação de cinco mil postos de trabalho.
Os suecos estão também a construir três fábricas em Paços de Ferreira. A primeira estará em funcionamento este ano, a segunda apenas em meados de 2008 e a terceira até finais de 2009, revelou António Machado.
A loja inaugurada ontem em Matosinhos, representa um investimento de 60 milhões de euros e é o maior estabelecimento da marca na Península Ibérica. A gerência espera contar com a afluência de muitos clientes vindos da Galiza.
Nos cerca de 36 mil metros quadrados contam-se mais de 9500 produtos, restaurantes, livraria, espaço infantil e secção de cozinhas. A superfície emprega cerca de 600 pessoas.
“Para mim isto é uma feira que não vai assustar a concorrência” referiu ao CM, o cliente Aurélio Patrício. “Os preços são bons e vou voltar”, admitiu a brasileira, Andreia Militão, que partilha a mesma opinião com Andréia Sabenssa, de Lamego, entusiasmada com a grande variedade de produtos a “preços razoáveis”.
“Fizemos tudo para que o Ikea ficasse com uma boa imagem da máquina administrativa portuguesa”, afirmou o secretário de Estado do Comércio, Fernando Serrasqueiro, admitindo que o projecto em Matosinhos foi um dos impulsos para o Programa Simplex.
CEM CLIENTES COM PRÉMIO
Foram mais de uma centena de pessoas que passaram a noite ao relento, à porta do Ikea Matosinhos, de acordo com números dos responsáveis pela estrutura.
O motivo para tanta adesão é simples: o Ikea prometeu um vale de compras no valor de 100 euros aos primeiros cem clientes que se apresentassem com um artigo antigo de decoração. Segundo dados oficiais, nas primeiras duas horas a seguir à abertura entraram na loja mais de dois mil clientes.
PORMENORES
EMPREGO
Com a instalação de três outras lojas em Portugal a par de outras tantas unidades indústrias, a Ikea espera contribuir para a criação de cinco mil empregos em Portugal.
SIMPLEX
O secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumido admite que a instalação do Ikea motivou o Governo a avançar com o Simplex, face aos constrangimentos administrativos que surgiram.
MAIOR SUPERFÍCIE
O Ikea de Matosinhos é o maior do grupo sueco em toda a Península Ibérica, com 36 600 metros quadrados.
Ver comentários