Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Importação alerta sector da carne

No comércio de carne, o panorama não é positivo. A carne de bovino, apesar de não registar decréscimo de consumo, depara-se com o problema da importação de países não europeus.
31 de Julho de 2005 às 00:00
Importação alerta sector da carne
Importação alerta sector da carne FOTO: d.r.
Francisco Carolino, presidente da Federação Portuguesa das Associações de Bovinicultores, refere que Portugal, mercado deficitário no sector, aumentou, a par de outros países da União Europeia, a importação de carnes de bovino oriundas de países como o Brasil, Argentina ou Uruguai, principalmente porque “os preços do mercado sul-americano são mais competitivos”.
A diferença de preços chega a atingir “quase menos 20 por cento em relação ao operador final”.
Fransciso Carolino acredita que os baixos custos de produção farão com que, brevemente, a Europa venha a perder a “possibilidade de competir com a carne de vaca e porco, primeiro, e depois com a de ave”.
O presidente das Associações de Bovinicultores conclui que esta situação pode ser um “golpe duro nas produções, pior que a seca e a crise dos nitrofuranos”.
A produção de suinicultura é a mais afectada pela diminuição de consumo. David Neves, presidente da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultura, refere que a quebra de vendas é da “ordem dos três a cinco por cento”, devido principalmente ao “menor poder de compra” dos portugueses.
Ver comentários