Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

INCÊNDIOS SUSPEITOS EM EMPRESAS TÊXTEIS

O coordenador da União de Sindicatos de Braga, Adão Mendes, mostrou-se ontem preocupado com a vaga de incêndios que tem assolado as empresas do distrito, particularmente as têxteis do Vale do Ave, e lembrou que, “estranhamente, só nos últimos dois meses, registaram-se em empresas da região mais fogos do que nos últimos dez anos”.
10 de Abril de 2003 às 00:00
Em dois meses registaram-se mais fogos do que nos últimos dez anos
Em dois meses registaram-se mais fogos do que nos últimos dez anos FOTO: Sérgio Freitas
O sindicalista alerta ainda para aquilo que considera ser “uma estranha coincidência”, ou seja, o facto de “a par desta onda de incêndios se verificar uma sucessão de falências e despedimentos de trabalhadores”.
Segundo Adão Mendes, um fenómeno semelhante ocorreu em finais da década de 80, inícios de 90, altura em que “várias fábricas da região arderam sob a capa de aparentes acidentes, vindo a provar-se em tribunal que se tratou de fogo posto”.
"Normalmente estes incêndios sucedem durante a noite, pelo que, felizmente, ainda não puseram em causa vidas humanas. No entanto, transformaram-se num problema social, que afecta o quotidiano de muitos trabalhadores e que, por isso, exige uma actuação adequada da parte dos Serviços de Inspecção do Ministério de Trabalho", revelou o responsável ao Correio da Manhã.
A título de exemplo, Adão Mendes citou o caso da ‘Estamparia Rafael’, que está a ser julgado no Tribunal de Guimarães, e da Bama, onde “todos os indícios apontam para a existência de crime”.
“Queremos que o trabalhador se sinta em segurança no seu local de trabalho e por isso, exigimos uma investigação mais apurada para que, não aconteçam casos como os da década de 80 em que, só após quatro ou cinco anos, é que se descobriu que certos fogos não passaram de um expediente para encobrir situações de incumprimentos fiscais e irregularidades na segurança social”, refere.
A união de Sindicatos de Braga apela, por isso, às entidades de direito para que passe a existir uma investigação mais apurada, no sentido de descobrir eventuais situações ilícitas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)