Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Inflação na OCDE foi de 3,1%

A inflação nos países da OCDE foi de 3,1 por cento no mês de Novembro em termos homólogos, mas subiu apenas uma décima face ao mês anterior, anunciou esta quinta-feira a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.
5 de Janeiro de 2012 às 12:59
Preços subiram
Preços subiram FOTO: d.r.

A desaceleração dos preços no consumidor no mês de Novembro reflectiu o menor crescimento dos preços da energia, segundo a OCDE.

Por sua vez, os preços no consumidor em França subiram de 2,3 por cento para 2,5 por cento, mas desaceleraram ou mantiveram-se estáveis nos restantes países do G7, isto é, nas outras nações mais industrializadas do mundo.

Na Zona Euro, a inflação foi de 3 por cento, mantendo-se estável face ao mês anterior, enquanto que nos Estados Unidos caiu 3,4 por cento e no Japão diminuiu 0,5 por cento.

Já na China, a inflação caiu 4,2 por cento no mês de novembro em termos homólogos, contra 5,5 por cento no mês anterior, tendo diminuído na Rússia, Brasil, Indonésia e na Índia e estabilizado na África do Sul.

A variação homóloga dos preços da energia foi de 11,7 por cento em Novembro, contra 12,4 por cento no mês anterior, enquanto os preços da alimentação subiram 4,2 por cento, o mesmo que no mês de Outubro.

Segundo a OCDE, em termos de variação mensal, os preços nos países da OCDE subiram 0,1 por cento em novembro no conjunto dos países que pertencem a esta organização.

Em França os preços subiram 0,3 por cento em Novembro, no Reino Unido aumentaram 0,2 por cento e no Canadá 0,1 por cento.

Na Alemanha permaneceram estáveis, enquanto caíram 0,1 por cento na Itália e nos Estados Unidos, respectivamente.

Inflação Preços OCDE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)