Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Investidores atentos a dados macroeconómicos

Foco virado ainda para os resultados de empresas europeias e norte-americanas.
16 de Novembro de 2014 às 11:20
Logo na segunda-feira vai ser libertado o saldo da Balança Comercial da zona euro em setembro
Logo na segunda-feira vai ser libertado o saldo da Balança Comercial da zona euro em setembro FOTO: Patrícia de Melo Moreira/AFP

A semana que agora arranca vai ser marcada pela divulgação de diversos indicadores macroeconómicos, com o foco dos investidores virado ainda para os resultados de empresas europeias e norte-americanas e para os leilões de dívida de alguns países europeus.

Logo na segunda-feira, vai ser libertado o saldo da Balança Comercial da zona euro em setembro, que vai permitir "perceber o ritmo das exportações e importações na região", assinalou à agência Lusa Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium investment banking.

No mesmo dia, nos Estados Unidos (EUA), sai o índice Empire Manufacturing, com o mercado a antecipar uma melhoria na indústria em Nova Iorque em novembro, depois da degradação das condições em outubro.

Na terça-feira, o indicador Zew Survey vai dar conta da confiança dos analistas e investidores institucionais em novembro.

Também vão ser divulgados os dados de outubro relativos aos Novos Registos de Automóveis na União Europeia (UE) e o Índice de Preços no Produtor (IPP) em Portugal, bem como o Índice de Preços no Consumidor no Reino Unido.

Transações Correntes da zona euro

Na quarta-feira, vai ser conhecida a evolução da Balança de Transações Correntes (BTC) da zona euro em setembro, tal como as Atas da última reunião do Banco de Inglaterra e da Reserva Federal dos EUA.

Paralelamente, saem os números das Casas em Início de Construção e as Licenças de Construção na maior economia do mundo.

No Japão, o banco central vai anunciar as suas decisões de política monetária e compra de ativos, e vão ainda ser libertados o Leading Index e a Balança Comercial.

No dia seguinte, 20 de novembro, sai o valor preliminar dos PMI Indústria e Serviços na zona euro, com os analistas a anteciparem uma aceleração do ritmo de expansão, segundo disse à Lusa Ramiro Loureiro.

Investidores dados macroeconómicos
Ver comentários