Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Islão prepara zona de comércio livre

Os países muçulmanos anunciaram esta segunda-feira a intenção de se organizarem num bloco comercial até ao final do ano com o objectivo de fomentar uma maior união entre as nações islâmicas mais ricas e as mais pobres
20 de Junho de 2005 às 13:02
O anúncio foi feito durante a Organização Islâmica do Comércio (OIC), na qual o presidente do grupo Abdullah Ahmad Badawi Malaysian afirmou que esta etapa é a mais importante para “o objectivo maior que é a de uma integração económica entre os países de OIC”. Marrocos incitou o OIC a usar o pacto de comércio como base para uma área de comércio livre. “É imperativo estabelecer uma área de comércio livre entre estados membros a curto prazo”, disse o director-geral do centro islâmico para o desenvolvimento do comércio.
A reunião realiza-se na Malásia pela primeira vez desde 1978 e conta com a presença de 2.400 delegados, incluindo ministros de finanças e bancários. A reunião conta também a participação de elementos do Banco de Desenvolvimento Islâmico que durante o encontro impulsionaram a criação de um projecto de comércio com financiamento internacional, cujo capital inicial seria de mil milhões de dólares
A OIC inclui a Arábia Saudita, Iraque, Irão, os Emirados Árabes Unidos e o Kuwait - que no seu conjunto controlam reservas de petróleo avaliadas em 700 mil milhões de barris -, e os países mais pobres como o Afeganistão, Serra Leoa e Bangladesh. Os países da OIC estão a negociar a integração de um novo membro, a Nigéria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)