Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Japão: Preço do petróleo em queda após sismo

O preço do petróleo caiu esta sexta-feira para valores abaixo dos 100 dólares o barril após o terramoto e tsunami que atingiram o Japão, terceiro maior consumidor mundial de petróleo, desencadeando fortes vendas nos mercados financeiros.

11 de Março de 2011 às 14:31
Incêndio provocado por sismo em refinaria
Incêndio provocado por sismo em refinaria FOTO: Reuters

O terramoto, com uma magnitude de 8.9, atingiu a costa nordeste do Japão e deu origem a uma onda gigante com dez metros, provocando 200 a 300 mortos e centenas de desaparecidos.

Vários incêndios provocados pelo terramoto lavravam de forma descontrolada ao longo de toda a costa japonesa, entre os quais um numa refinaria de petróleo. 

De acordo com as agências internacionais , ao início da tarde na Europa, o preço de referência do crude para entrega em Abril caiu 2,82 dólares, para 99,88 dólares o barril, no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o preço do barril de Brent caiu 2,86 dólares, para 112.57 dólares, no ICE futures exchange. 

Já o índice japonês Nikkei 225 recuou 1,7 por cento, enquanto o índice Hong Kong's Hang Seng caiu 1,6 por cento.

"Depois da China e dos EUA, o Japão é o terceiro maior consumidor mundial de petróleo, com o consumo diário a atingir os 4,4 milhões de barris em  2009, quase na sua totalidade importados", revela um relatório do Commerzbank de Frankfurt, segundo o qual "a procura de petróleo pode diminuir, pelo menos temporariamente, devido ao terramoto".  

Os investidores estão ainda a acompanhar os protestos na Arábia Saudita em busca de sinais de um possível agravamento e influência negativa na produção do maior exportador mundial de crude.

Isto porque tem sido a capacidade excedentária deste país a compensar as quebras de produção na Líbia, motivadas pelo levantamento popular contra  o Governo líbio.

"As perdas de produção na ordem de um milhão de barris por dia na Líbia estão neste momento a ser compensadas pela Arábia Saudita", refere o Commerzbank. 

crude petróleo preço japão sismo terramoto tsunami
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)