Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Juros da dívida de Portugal mantêm-se inalterados

Os juros da dívida soberana de Portugal mantinham-se esta sexta-feira inalterados a dois anos e desciam a cinco e dez anos, enquanto na Espanha e na Itália recuavam em todas as maturidades.
1 de Março de 2013 às 10:41

Cerca das 09h35, os juros da dívida de Portugal exigidos pelos investidores no mercado secundário negociavam-se estáveis a dois anos nos 3,239%, face a quinta-feira e caíam a cinco anos para os 4,881% e a dez anos desciam para os 6,307%, face ao dia anterior.

Embora as taxas de juro da dívida portuguesa, no curto prazo, estejam também condicionadas pela evolução da situação na Itália, mais precisamente do reflexo que terá nos juros da dívida deste país, o anúncio pela agência de 'rating' Fitch de que poderá alterar as perspectivas da dívida nacional de negativa para estável, caso Portugal cumpra as metas acordadas com a troika, levou a que os juros estejam menos pressionados, disseram analistas citados pela agência Bloomberg.

Além disso, o novo presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselboem, afirmou na quinta-feira que está a ser estudada a possibilidade de estender a maturidade dos empréstimos atribuídos pela troika por forma a possibilitar que estes países regressem "mais gradualmente aos mercados".

Este anúncio deverá "influenciar pela positiva" a evolução dos juros da dívida portuguesa ao longo do dia, segundo analistas do Banco Português de Investimento (BPI).

juros dívida Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)