Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Juros disparam para valor recorde

A taxa de juro dos empréstimos bancários para a compra de casa foi de 5,5 por cento em Fevereiro último, o nível mais alto dos últimos três anos. Ou seja: 5500 euros anuais num empréstimo de cem mil euros, mais 1800 euros do que há três anos (progressão de 150 euros por mês).
21 de Abril de 2008 às 00:30
Trichet considera intolerável a subida da inflação para 3,6%
Trichet considera intolerável a subida da inflação para 3,6% FOTO: Epa

Em 2005, a referida taxa de juro era de 3,7 por cento, a mais baixa desde 1999, de acordo com boletim económico divulgado pelo Banco de Portugal.

Nos últimos três anos, a taxa de juro do crédito para a aquisição de residência (euribor mais a margem cobrada pelos bancos) aumentou quase 49 por cento.

Tendo em conta as maiores restrições bancárias, resultantes da crise do crédito hipotecário de alto risco, prevê-se que a euribor continue a subir. Esta taxa é definida para os empréstimos interbancários. Precisamente por um banco não saber até que ponto outro está exposto ao crédito hipotecário de alto risco, sobe o custo do dinheiro que empresta.

Para as instituições financeirasoperarem normalmente, sem falta de liquidez, o Banco Central Europeu tem injectado avultadas verbas no mercado, as quais são disputadasemleilões. No entanto,ataxa de juro euribor mantém-se nos valores mais elevados dos últimos sete anos. Em Dezembro, a euribor a seis meses, a mais utilizada pelos portugueses nos contratos de crédito à habitação, atingiu a percentagem recorde de 4,9 por cento; na passada sexta-feira, 4,8 por cento.

TAXA DE INFLAÇÃO PREOCUPA BCE

O presidente do Banco Central Europeu deve anunciar o aumento da taxa de juro directora da Eurolândia, que está nos quatro por cento, e não uma descida, como desejam alguns chefes de governo e empresários europeus.

A redução da principal taxa de juro, também desejada pelo Fundo Monetário Internacional, daria um novo fôlego à economia. No entanto, Jean-Claude Trichet, presidente do Banco Central Europeu, está preocupado com a taxa de inflação na zona do euro, que subiu para 3,6 por cento no mês passado, o valor mais elevado dos últimos 16 anos. Por tal motivo, o responsável da autoridade monetária europeia já deu a entender ao mercado que pode subir o custo do dinheiro e, deste modo, combater a inflação.

CONSUMO À TAXA DE 8,8%

A taxa que as instituições financeiras cobram pelo crédito ao consumo é de 8,8 por cento desde o quarto trimestre do ano passado. Ou seja: por um empréstimo de 20 mil euros, o valor pago ao banco é de 1760 euros anualmente.

A referida percentagem, divulgada no boletim económico da Primavera do Banco de Portugal, é a mais elevada desde 2005. Há três anos, a taxa de juro do crédito ao consumo era de 7,7 por cento, a mais baixa desde 1999, e representava o pagamento anual de 1540 euros. Em apenas três anos, a taxa de juro do crédito ao consumo subiu 14,3 por cento, ou 220 euros.

No primeiro mês deste ano, a totalidade da verba solicitada às instituições financeiras para consumo era de 13,799 mil milhões de euros. Comparando com o mesmo mês do ano passado, registou-se um aumento de 18,96 por cento, ou 2,199 milhões de euros.

Quanto ao crédito malparado, somava 524 milhões de euros em Janeiro de 2008, mais 37 por cento, ou 142 milhões de euros, do que no mesmo mês de 2007.

SAIBA MAIS

- 101,355 mil milhões de euros era o total da verba pedida pelos portugueses, em Janeiro, aos bancos para a compra de habitação. Comparando com o mesmo mês do ano passado, houve um aumento de quase dez por cento.

- 4,8% foi o nível da taxa de juro euribor a seis meses na última sessão, perto do máximo de 4,9 por cento em Dezembro.

RENEGOCIAR

O crédito à habitação pode ser renegociado, ou transferido, com o objectivo de se atingir uma taxa de juro mais baixa. Este é um conselho da DECO, organização de defesa dos consumidores.

PRAZO

O período de amortização do empréstimo para a compra de casa, se for prolongado, alivia o valor da prestação mensal.

BONIFICADO

Na semana passada, o Governo anunciou o prolongamento do crédito em regime bonificado de 30 para 50 anos.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)