Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Juros do crédito à habitação sobem 2,7% em Novembro

A taxa de juro dos contratos de crédito à habitação aumentou 2,705 por cento e o valor médio da prestação vencida situou-se nos 281 euros, segundo os dados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
23 de Dezembro de 2011 às 15:47
Segundo o INE, o aumento acumulado desde Junho de 2010, altura em que se verificou a taxa mais baixa da série, fixou-se em 0,902 pontos percentuais
Segundo o INE, o aumento acumulado desde Junho de 2010, altura em que se verificou a taxa mais baixa da série, fixou-se em 0,902 pontos percentuais FOTO: Luís Costa

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou, em Novembro, 0,031 pontos percentuais face a Outubro, fixando-se em 2,705 por cento. Em Outubro, este acréscimo tinha sido de 0,060 pontos percentuais.  

De acordo com o INE, a prestação média vencida foi de 281 euros, um euro acima do valor registado em Outubro.  

Já nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro implícita atingiu os 4,478 por cento, mais 0,149 pontos percentuais do que no mês anterior, enquanto a prestação média vencida foi de 408 euros (mais três euros do que em Outubro).  

Segundo o INE, o aumento acumulado desde Junho de 2010, altura em que se verificou a taxa mais baixa da série, fixou-se em 0,902 pontos percentuais, tendo os acréscimos mensais da taxa de juro sido menos intensos em Novembro do que em Outubro para todos os períodos considerados.  

Por destinos de financiamento, as taxas de juro implícitas nos contratos para aquisição de terreno para construção de habitação, para construção de habitação e para aquisição de habitação aumentaram, em Novembro face a Outubro, 0,027, 0,038 e 0,029 pontos percentuais, respectivamente, para 2,470, 2,629 e 2,720 por cento.  

Por regimes de crédito, as taxas de juro atingiram 2,661 por cento no regime geral e 2,991 por cento no regime bonificado total, o que corresponde a um aumento de 0,032 e 0,026 pontos percentuais face a Outubro.  

Em Novembro, o valor médio do capital em dívida dos contratos de crédito à habitação situou-se em 56.859 euros, menos 29 euros do que em Outubro. 

O valor médio da prestação vencida da totalidade dos contratos em vigor manteve a tendência crescente manifestada desde Julho de 2010.  

taxas de juro juros habitação casa ine
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)