Lesados do Banif acusam BdP de beneficiar "grandes" credores em prejuízo dos "pequenos"

Banif já não exerce qualquer atividade de retalho na Região Autónoma da Madeira desde o final do ano de 2015.
Por Lusa|12.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +

A Associação de Lesados do Banif (ALBOA) acusou esta quarta-feira o Banco de Portugal de, no processo de liquidação do banco, "beneficiar" os credores Fundo de Resolução e Novo Banco "em prejuízo" de "milhares de pequenos credores" concentrados na Madeira.

"O Banco de Portugal [BdP] conseguiu que o juiz da resolução Banif [Banco Internacional do Funchal] acatasse a proposta de mudar a sede do processo de falência do Funchal para Lisboa a fim de beneficiar dois credores de grande dimensão - o Fundo de Resolução e o Novo Banco - em prejuízo dos milhares de pequenos credores, localizados em grande número na Madeira", sustenta a associação em comunicado.

Acusando o banco central de tentar "poupar dinheiro com os 'pequenos' para proteger os 'grandes'", a ALBOA cita uma petição inicial enviada em 26 de agosto pelo BdP ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, com vista ao início da Ação Especial de Insolvência do Banif.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!