Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Líder do Santander no Porto

O banqueiro espanhol Emílio Botín, presidente do Grupo Santander, é o principal orador da sessão solene comemorativa do 97.º aniversário da Universidade do Porto, que se realiza quarta-feira no Salão Nobre da instituição.
7 de Abril de 2008 às 00:30
Líder do Santander no Porto
Líder do Santander no Porto FOTO: Reuters

O Santander é a décima maior instituição financeira do Mundo, tendo apresentado um lucro global de 9060 milhões de euros em 2007, um acréscimo de 18,3 por cento face a 2006. O banco conta com um activo de 913 mil milhões de euros, cerca de seis vezes o valor de toda a riqueza produzida no nosso país.

Em Portugal o grupo é representado pelo Santander Totta, um dos mais importantes bancos privados a actuar no País, tendo apresentado um lucro de exercício em 2007 de 510,3 milhões de euros, um aumento de vinte por cento em relação ao ano transacto.

Emílio Botín desloca-se ao Porto especificamente para participar nesta cerimónia, onde vai abordar a responsabilidade social das empresas no apoio às universidades. O grupo liderado por Botín tem um protocolo com a Universidade do Porto.

A seguir à intervenção do reputado banqueiro os presentes terão oportunidade de ouvir o músico e compositor António Pinho Vargas, antigo aluno da instituição.

As comemorações incluem ainda a Semana da Promoção da Inovação e do Empreendorismo, que decorreentresegundae sexta-feira, e a Mostra de Ciência, Ensino e Inovação, que estará patente de 10 a 13 de Abril.

As origens da Universidade do Porto remontam a 1762, ano em que D. José I respondeu às solicitações dos comerciantes portuenses e fundou a Aula de Náutica, a primeira iniciativa de ensino Superior na cidade. A Aula de Náutica e a Aula de Desenho, criada posteriormente, estiveram na origem da Academia Real da Marinha e Comércio, fundada em Novembro de 1803. Em 1887, a instituição deu origem à Academia Politécnica que, com a Escola Médico-Cirúrgica, serviu de base à fundação da Universidade do Porto, a 22 de Março de 1911.

PERFIL

O espanhol Emílio Botín ocupa actualmente o lugar número 573 na lista de milionários da revista americana ‘Forbes’. Emílio Botín nasceu emSantander em 1934. Estudou Direito e Economia na Universidade de Deusto, em Bilbao. É casado, pai de seis filhos e um patrono das artes. Banqueiro de quarta geração, assumiu a presidência do Santander em 1986, aos 52 anos, substituindo o pai no cargo. Botín é caracterizado como um inovador, tendo aproximado a realidade financeira espanhola aos países europeus de referência.

UM BANCO DE REFERÊNCIA

O banco Santander foi fundado em 1857. A instituição deve o nome à cidade com o mesmo nome, localizada na Cantabria. A liderança de Emílio Botín revolucionou o rumo do grupo, hoje com interesses em todo o Mundo, em particular na Europa e na América Latina. Em 1993 o Santander tomou o Banesto e em 1999 deu-se a fusão com o Banco Central Hispano, criando o maior banco espanhol. Com a aquisição do Abbey National em 2004, o Santander tornou-se numa referência a nível europeu.

SUBPRIME DITA QUEDA DE 10%

O Santander tem sofrido os efeitos da crise do subprime, que tem afectado os mercados financeiros, isto apesar do lucro de nove mil milhões de euros apresentado em 2007. Os títulos da principal instituição financeira espanhola já perderam cerca de dez por cento desde o início do ano. As acções do banco fecharam a13,36 euros na passada sexta-feira.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)