Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Lucro da Sonaecom sobe 12,5% para 63,9 milhões

O resultado líquido da Sonaecom cresceu 12,5% entre Janeiro e Setembro, face a igual período de 2011, para 63,9 milhões de euros, "apesar do contexto de mercado, que continua a deteriorar-se", anunciou hoje a empresa.
30 de Outubro de 2012 às 17:21
O aumento do EBITDA consolidado, segundo a 'holding' liderada por Ângelo Paupério, mais do que compensou a tendência de queda do volume de negócios consolidado
O aumento do EBITDA consolidado, segundo a 'holding' liderada por Ângelo Paupério, mais do que compensou a tendência de queda do volume de negócios consolidado FOTO: Paulo Duarte/Jornal de Negócios

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona da Optimus e do jornal Público adianta que as receitas caíram 5,1% para 617 milhões de euros e o resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações (EBITDA) subiu 6% para 191,1 milhões de euros.

O aumento do EBITDA consolidado, segundo a 'holding' liderada por Ângelo Paupério, mais do que compensou a tendência de queda do volume de negócios consolidado, "com todas as áreas de negócio a apresentarem uma evolução positiva no EBITDA entre os dois períodos".

A margem EBITDA melhorou 3,3 pontos percentuais para 31%.

No terceiro trimestre "assistimos ao intensificar das medidas de austeridade em Portugal, agora com influência crescente no comportamento dos consumidores, que vem diminuindo e racionalizando as suas despesas com telecomunicações", refere o presidente executivo da Sonaecom, Ângelo Paupério, citado no comunicado.

"Conscientes destes impactos na Sonaecom, temos investido os nossos esforços na busca de maior eficiência, alavancada na inovação e criatividade, permitindo a manutenção de níveis de qualidade de serviço e rentabilidade que acreditamos sustentáveis e nos posicionam como um dos melhores operadores da Europa", adianta o responsável.

No terceiro trimestre, as vendas da 'holding' cresceram 2,7%, embora no acumulado dos nove meses tenham recuado.

A melhoria no terceiro trimestre, refere a Sonaecom, "beneficiou de um crescimento do volume de negócios do negócio móvel da Optimus, que progrediu 4,6% face ao trimestre anterior".

O Capex operacional aumentou 22,8% nos primeiros nove meses do ano para 100,7 milhões de euros, na "sequência dos investimentos na rede 4G".

sonaecom telecomunicações ângelo paupério optimus telemóveis banda larga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)