Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Lucros do Santander Totta sobem 10,3% em 2017

Banco obteve o resultado líquido de 436,3 milhões de euros.
Lusa 1 de Fevereiro de 2018 às 13:43
Santander Totta
Millennium BCP
Santander Totta
Millennium BCP
Santander Totta
Millennium BCP

O Santander Totta obteve um resultado líquido de 436,3 milhões de euros em 2017, mais 10,3% face ao período homólogo, anunciou esta quinta-feira o banco.

"Esta melhoria decorre do crescimento orgânico do negócio e da redução em 7,6% dos custos e das imparidades", refere o presidente executivo do banco, António Vieira Monteiro, que hoje apresentou os resultados da instituição financeira em conferência de imprensa, em Lisboa.

Santander Totta quer continuar com posição na SIBS
O presidente executivo do Santander Totta, António Vieira Monteiro, afirmou hoje que a instituição quer continuar com posição na SIBS, que gere a rede Multibanco, e admitiu a possibilidade de um parceiro estratégico para a empresa.

"Nós não somos contra a venda, nós não vendemos é a nossa posição", garantiu o presidente executivo aos jornalistas durante a conferência de imprensa dos resultados do Santander Totta de 2017, em Lisboa.

"Os outros bancos são livres de fazer o que entenderem e respeitamos muito a posição de cada um", acrescentou, salientando que o Santander Totta também não é contra a existência de um parceiro estratégico para a empresa que gere a rede Multibanco.

A SIBS "precisa de alguém que alavanque nalgumas matérias, embora se deva dizer que, comparativamente a muitas das empresas que existem no mercado internacional, a SIBS é uma empresa bastante desenvolvida e bastante inovadora", sublinhou.

Comissões no Santander Totta estão a "um nível razoável"
O presidente executivo do Santander Totta afirmou hoje que as comissões bancárias da instituição estão a "um nível razoável", pelo que não deverá haver alterações, embora seja a "evolução do mercado" que vai marcar a política nessa área.

"O nível de comissões que atualmente temos é considerado um nível razoável, não me parece que venha a haver alterações", afirmou aos jornalistas António Vieira Monteiro, na conferência de imprensa dos resultados do Santander Totta relativos a 2017, em Lisboa, quando questionado sobre o tema.

"Mas é a evolução do mercado que vai efetivamente marcar a nossa política nessa área", acrescentou.

As comissões no Santander Totta sobem "sobretudo pelo aumento da transacionalidade que temos com os clientes", não só particulares como empresas.

"O crescimento cada vez maior que temos em clientes quer na área dos particulares, mas sobretudo na área das empresas, leva a que efetivamente pelos serviços que prestamos a essas empresas as comissões tenham crescido e são, se calhar, a grande razão do crescimento de 8,3% no ano passado", justificou.

Sobre a atividade da instituição bancária que comprou o Banco Popular no ano passado, Vieira Monteiro referiu que os lucros subiram 10,3% para 463,3 milhões de euros.

"A diferença que existe entre aquilo que é apresentado por Espanha e aquilo que é apresentado aqui em Portugal são acertos contabilísticos entre a corporação e Portugal, sem importância de maior", explicou.

"Após a aquisição do Banco Popular passamos a ser, em termos de atividade doméstica, o maior banco do ponto de vista de crédito e do ponto de vista de ativos. Passamos a ser, portanto, na atividade doméstica, o segundo banco em Portugal depois da Caixa Geral de Depósitos", sublinhou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)