Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Manifestação sindical acaba em confrontos com polícia

A concentração de dirigentes, delegados e activistas sindicais da administração pública junto a residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, para contestar os cortes salariais terminou com confrontos com a polícia. Uma sindicalista queixa-se de ter sido agredida.
18 de Janeiro de 2011 às 21:03
A manifestação acabou em confrontos com a polícia
A manifestação acabou em confrontos com a polícia FOTO: Mário Cruz/Lusa

Durante duas horas, os dirigentes concentraram-se numa das ruas junto da residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, com a apresentação de discursos, entre os quais, o do secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva.

No final desta iniciativa, que visava marcar o início de mais jornadas de luta dos trabalhadores contra os cortes salariais, manifestantes e polícia  envolveram-se em confrontos.

Helena Afonso, do STAL, queixou-se ao CM de ter sido agredida durante os confrontos com a polícia. 

Dois dirigente sindicais, um da Fenprof e outro do Sindicato dos trabalhadores da Administração Pública, foram detidos e levados para a esquadra de Alcântara, mas já foram entretanto libertados. Os dois sindicalistas juntaram-se aos restantes manifestantes, pelas 20h00, e revelaram que vão ser presentes a tribunal amanhã, pelas 10h00.

Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública, explicou que os sindicalistas foram impedidos de descer a calçada da Estrela após o final da manifestação.

Terá sido então a recusa da polícia de deixar passar os manifestantes que despontou os confrontos. "Isto é uma vergonha. Nunca se viu", afirmou Ana Avoila.

A PSP confirmou  ter detido dois dirigentes sindicais que participavam numa concentração junto à residência oficial do primeiro-ministro, mas negou a existência de confrontos com os manifestantes

Já Ana Avoila, disse à SIC Notícias que houve "empurrões" e pessoas "que caíram ao chão", insistindo que um dos manifestantes estava "muito magoado".

são bento lisboa cortes salariais carvalho da silva polícia primeiro-ministro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)