Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Marcelo diz que dados da economia são "boa notícia" mas "é preciso mais"

Declarações do Presidente da República sobre o crescimento económico de 2,9% no segundo trimestre.
Lusa 31 de Agosto de 2017 às 23:05
Marcelo Rebelo de Sousa emocionado com tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa emocionado com tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa emocionado com tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa
O Presidente da República considerou esta quinta-feira que o crescimento económico de 2,9% no segundo trimestre é "uma boa notícia" e que Portugal vai "no caminho correto", mas salientou que "é preciso mais", apontando a meta dos 3%.

"É uma boa noticia, vamos no caminho correto e ainda bem que vamos. No entanto, eu penso que é preciso mais, é preciso um pouco mais. Eu tenho falado em 3% ou acima de 3%", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, na Póvoa de Lanhoso, à margem da cerimónia que assinalou os 100 anos do Hospital da Misericórdia local.

O chefe de Estado alertou que é "sobretudo preciso ir acompanhando não só o que se passa lá fora" mas também a evolução da economia nacional até ao final de 2017, salientando a importância da Autoeuropa para o crescimento económico português, sem, no entanto, comentar o conflito laboral que a multinacional enfrenta.

"Não é indiferente a capacidade de exportação da Autoeuropa no resultado do crescimento económico no final do ano", afirmou o Presidente da República.

Questionado sobre a greve dos trabalhadores da Autoeuropa, Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a comentar.

"Não comento situações laborais da empresa. Eu limito-me a reafirmar o que afirmei quando estive na Autoeuropa. A Autoeuropa tem um contributo decisivo no crescimento económico português, quer através do modelo que arranca agora, quer através de outros futuros possíveis modelos, e é importante para Portugal que esse contributo esteja presente", referiu.

A economia portuguesa cresceu 2,9% no segundo trimestre deste ano em termos homólogos e 0,3% face ao trimestre anterior, de acordo com os números desta quinta-feira divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nas contas nacionais trimestrais relativas ao segundo trimestre deste ano, o INE reviu em alta o cálculo do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da economia portuguesa face à estimativa rápida que tinha divulgado em 14 de agosto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)