Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Matosinhos abre parque radical

O concelho de Matosinhos vai ter este ano um parque de diversões e de desportos radicais. O espaço vai nascer no parque de São Brás, em Santa Cruz do Bispo, num terreno de seis hectares, com piscina, zona de jogos e rampas de gelo. O objectivo é atrair o público jovem do norte do País, mas também da Galiza.
6 de Janeiro de 2012 às 01:00
Parque de diversões e de desportos radicais deve estar pronto no Verão
Parque de diversões e de desportos radicais deve estar pronto no Verão FOTO: direitos reseravdos

"É o contributo da Câmara de Matosinhos para os espaços de lazer. Vila Nova de Gaia tem o Parque Biológico e o Porto o Parque da Cidade", sintetizou ao CM Guilherme Pinto, presidente da Câmara de Matosinhos.

O autarca esteve, ontem, no terreno a ver em que ponto estão as obras. A empreitada, a cargo da empresa Ritmolândia, arrancou há um mês e deve estar concluída no Verão. O investimento é de sete milhões de euros.

O parque terá a zona Raf Park, para praticar desportos radicais, e uma área ligada a actividades religiosas, junto da capela de São Brás. No Raf Park haverá insufláveis, trampolins, zona de jogos, rampas de gelo, paintball, paredes de escalada, circuito de arvorismo, bungee jumping, uma tenda para festas infantis e uma praça para espectáculos musicais.

"A ideia é captar jovens da Galiza e de todo o Norte para virem cá divertir-se. A entrada será a pagar. O terreno é da câmara e de privados, mas o parque é de gestão privada. Será o único parque de diversões de Matosinhos", adiantou Guilherme Pinto. A Ritmolândia vai ter de pagar cinco mil euros de renda e mais cinco mil em donativos para instituições sociais do concelho.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)