Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Merkel não aceita imposições ao Banco Central Europeu

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse esta Terça-feira, em vésperas de uma cimeira europeia crucial para resolver a crise na zona euro, que recusará em Bruxelas "quaisquer conclusões" que imponham uma linha de acção ao Banco Central Europeu.
25 de Outubro de 2011 às 14:17
"Não devemos fazer passar a ideia de que os políticos esperam alguma  coisa do BCE", disse Merkel
'Não devemos fazer passar a ideia de que os políticos esperam alguma coisa do BCE', disse Merkel FOTO: d.r.

 "Estamos a negociar para termos uma tomada de posição do BCE, para que  nos digam o que querem fazer para ajudar os países da zona euro em crise",  disse a chanceler a jornalistas em Berlim.    

 "Não devemos fazer passar a ideia de que os políticos esperam alguma  coisa do BCE", acrescentou.  

O projecto de comunicado das cimeiras de líderes da União Europeia e  da zona euro que deverá ser debatido na quarta-feira, em Bruxelas, e foi  redigido na semana passada, tem uma passagem sobre o empenho do BCE em manter  as medidas excepcionais de apoio à banca e aos países da zona euro.

 A Alemanha, no entanto, "não aceita essa passagem do comunicado", disse  Merkel durante uma conferência de imprensa após uma reunião com o seu homólogo  do Bangladesh, Cheikh Hasina Wajed.  

Cimeira Europa Merkel
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)