Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Merkel recusa que ouro seja usado como garantia

A chanceler Angela Merkel recusou esta terça-feira a proposta do partido cristão democrata alemão, ao qual preside, de usar as reservas de ouro como garantias para os empréstimos dos países que beneficiam dos financiamentos do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira.
23 de Agosto de 2011 às 19:51
Tanto Angela Merkel como o líder do grupo parlamentar conservador, Volker Kauder, expressaram a sua oposição à proposta
Tanto Angela Merkel como o líder do grupo parlamentar conservador, Volker Kauder, expressaram a sua oposição à proposta FOTO: Reuters

Tanto Angela Merkel como o líder do grupo parlamentar conservador, Volker Kauder, expressaram a sua oposição a esta proposta, apresentada pela ministra alemã do Trabalho, Ursula von der Leyen, avança a agência Efe.  

A direcção do grupo parlamentar da CDU, o maior partido da coligação governamental alemã, decidiu na segunda-feira formar uma comissão para procurar soluções de consenso para a reforma do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), que o Governo quer levar a votação no parlamento a 23 de Setembro. 

À formação desta comissão, seguiu-se esta terça-feira uma reunião extraordinária do grupo parlamentar conservador, na qual participou Angela Merkel.  

Segundo a imprensa alemã, logo na abertura da reunião a chanceler alemã deixou clara a sua oposição a esta proposta.  

Entre os deputados da CDU e do Partido Liberal Democrata, o parceiro de coligação de Angela Merkel, vai aumentando a oposição à reforma do FEEF, um dos resultados da cimeira de chefes de Estado e de Governo dos países da zona euro, a 21 de Julho.  

Grande parte da oposição alemã, no entanto, disse já que vai apoiar a reforma, razão pela qual os observadores esperam a aprovação das novas medidas.  

angela merkel dívida garantias alemanha ouro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)