Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Metade das empresas foge ao pagamento do IRC

Quase metade das empresas portuguesas não pagou imposto sobre os rendimentos (IRC) em 2005, divulgou ontem a Direcção-Geral dos Impostos (DGI).
4 de Maio de 2007 às 00:00
Os dados disponibilizados pela DGI dizem respeito aos anos de 2003, 2004 e 2005 e mostram que 51% das empresas portuguesas declarou uma matéria colectável positiva em 2005, para efeitos de IRC.
A matéria colectável é o valor dos rendimentos sujeitos a IRC sobre o qual irá ser aplicada a taxa de imposto de cada contribuinte com vista ao apuramento da colecta (obtém-se pela subtracção do valor dos abatimentos à soma dos rendimentos líquidos das várias categorias).
No entanto, 63% das empresas apresentaram lucros tributáveis em 2005, que ascenderam a 22 mil milhões de euros nesse ano, mais 7,7% do que em 2003.
A diferença entre o universo dos que têm lucro e o conjunto dos que pagam IRC é explicada, por exemplo, pela existência de créditos fiscais.
O Ministério indica que a receita de IRC em 2006 cresceu 16,1% face ao ano precedente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)