Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Metro pára hoje e CP amanhã

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa voltam a parar hoje até às 10h30, esperando a empresa ter a circulação normalizada às 11h00 e não estão previstos serviços mínimos.
24 de Março de 2011 às 00:30
Os trabalhadores dos transportes, CP e Metropolitano de Lisboa, voltam a paralisar contra as reduções salariais
Os trabalhadores dos transportes, CP e Metropolitano de Lisboa, voltam a paralisar contra as reduções salariais FOTO: Pedro Catarino

Amanhã, é a vez dos trabalhadores da CP cumprirem uma paralisação de 24 horas, mas as perturbações começam a ser sentidas já hoje. Os serviços mínimos decretados poderão, no entanto, não ser cumpridos, dado o apelo sindical aos trabalhadores para que não recebam as cartas de convocatória. Os funcionários dos transportes voltam assim a protestar, tal como o fizeram ontem os maquinistas da CP e os trabalhadores da Transtejo/Soflusa, contra as reduções salariais.

Nos barcos da Transtejo e Soflusa, a adesão à paralisação de ontem foi de 98%, segundo o sindicato, enquanto as duas empresas apontam 82,6%. Já na CP, a greve dos maquinistas entre as 05h00 e as 09h00 paralisou por completo a rede nacional desde a meia-noite, com excepção dos comboios internacionais Sud Expresso e Lusitânia.

Nos serviços urbanos, os efeitos prolongaram-se na Linha de Cascais devido ao facto de os trabalhadores não se apresentarem ao serviço, segundo a CP. Hoje, o Metro de Lisboa só retoma a circulação às 11 horas, ou seja, meia hora depois do fim da greve. Estas paralisações nos transportes públicos, que vão prolongar-se pelo próximo mês, estão a "provocar enorme perturbação na mobilidade dos cidadãos e na circulação das mercadorias", afirma o acórdão do Conselho Económico Social, que decidiu, por isso, decretar serviços mínimos de 25 por cento na CP, CP Carga e Refer. O Sindicato dos Trabalhadores do Sector Ferroviário considera que com este acórdão "a CP fica com todo o poder de impedir os trabalhadores de fazerem greve" pelo que apela a que "cada um tome medidas para não receber qualquer carta", ou seja, a convocatória para os serviços mínimos.

METRO CP GREVE TRANSPORTES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)