Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Milhões em fruta e saladas

O ramo horto-frutícola está a mostrar-se como um dos principais vectores da economia do Sudoeste alentejano. Só no concelho de Odemira cerca de 13 empresas geram um volume de negócios anual na ordem dos 100 milhões de euros, sendo 75% da produção destinada à exportação, cultivando em ‘apenas’ 1500 hectares.
28 de Maio de 2006 às 00:00
Dois mil trabalhadores têm emprego no sector horto-frutícola
Dois mil trabalhadores têm emprego no sector horto-frutícola FOTO: Arquivo CM
Com investimento repartido entre portugueses e estrangeiros, são os americanos que com capitais provenientes da Briscol e da Wellpinkt vão assegurando a maior fatia da produção de frutos silvestres como morangos e framboesas. Na região são também produzidas em larga escala legumes como agriões, batata primor, couve chinesa e cenoura. Fetos ornamentais e a já famosa relva da Camposol que está presente em alguns dos mais importantes estádios europeus, são as outras bandeiras da agricultura local. Estas culturas empregam no pico de produção cerca de dois mil trabalhadores.
Segundo António Camilo, presidente da Câmara de Odemira, este ‘boom’ horto-frutícola tem uma “importância vital” na região.
O autarca afasta um cenário parecido com o que ocorreu em 1988 quando Thierry Roussel, empresário francês, comprou no Brejão, a Sul de Odemira, 550 hectares para produção hortícola destinada ao mercado europeu. O projecto acabou alguns anos depois com milhões em dívida aos fornecedores.
“Estas empresas estão certificadas, e com excelentes resultados. Não tememos tal situação”, disse.
NOTAS
RELVA
O palco do complexo desportivo do Lusitano de Évora, onde está neste momento a estagiar a selecção nacional é da Camposol.
LARANJA
Um pomar, que já conta com 600 hectares de laranja, irá em breve dar origem a uma fábrica de sumo, com investimento espanhol, assim que atingir os 1000 hectares cultivados.
TURISMO
Segundo a autarquia, num futuro próximo será criado na região um parque de ecoturismo. No investimento serão privilegiados os amantes dos desportos relacionados com a natureza.
Ver comentários